Pesquisar

Próxima Reunião

Quinta 19 de Outubro 2017
19h:00min

Destaques

 

 

 

 

 

 

A pedido da Presidente do Legislativo Municipal, Vereadora Alessandra Cristina de Oliveira (PPS), foi realizada Audiência Pública para discutir o transporte público municipal (nos bairros e localidades rurais de Brumadinho) e intermunicipal (de Brumadinho a Belo Horizonte). A reunião foi realizada na noite da última quarta-feira, dia 04 de outubro.

Com a presença de mais de 100 cidadãos, a audiência foi dirigida pela Presidente da Casa e a mesa dos trabalhos composta pelos senhores: Flávio Capdeville de Meira, Secretário Municipal de Administração, representando o Poder Executivo de Brumadinho; Wallace Athaíde Rodrigues, Chefe de Fiscalização do Departamento de Estradas e Rodagem de Minas Gerais (DER-MG); Janine Silva de Almeida, advogada da Empresa Saritur/Turilessa; Mônica Siebler, representando o Consórcio Metropolitano; Reginaldo Federal, Presidente da Câmara Municipal de Mário Campos e Maria Efigênia Braga, Vice-Prefeita do Município de Mário Campos. Participaram também da audiência os vereadores Caio César de Assis Braga (PTB); Flávio Miranda Carvalho (PTC): Hideraldo Rogério Santana (PSC); Ivam Antônio Ferreira Egg (PR); José Raimundo da Silva (PTC); Maximiliano Franklin Maciel Figueiredo (PP); Renata Parreiras (PPS) e Vanilson dos Santos Porfírio (PR).

Durante a audiência, 19 cidadãos e cinco vereadores utilizaram a tribuna do Legislativo e unanimemente relataram os problemas enfrentados como usuários do transporte coletivo em Brumadinho. As principais reclamações quanto ao transporte público municipal foram em relação à insuficiência de horários para atender aos moradores da zona rural de Brumadinho e de bairros mais afastados do centro; passagens de valor abusivo; ônibus em mau estado de conservação e falta de agentes de viagens (cobradores). Em relação ao transporte de Brumadinho a Belo Horizonte, as principais reclamações foram quanto à demora da viagem, especialmente tendo em vista que o motorista ficou com a obrigação de cobrar as passagens; falta de segurança, uma vez que o motorista cobra pesagens com o ônibus em movimento; necessidade de aumento da frota de veículos para atender melhor à demanda e evitar ônibus tão superlotados; passagem de valor abusivo. Dentre as principais solicitações dos usuários, destacou-se a importância do transporte alternativo para atender às demandas de locomoção dentro do Município; aumento da frota de veículos; recontratação dos agentes de viagem (cobradores) e colocação de elevadores de acessibilidade para pessoas com deficiência física, pois muitos veículos não têm o elevador e outros, embora o possuam, não funcionam.

Durante a audiência foi reforçado pelo Chefe de Fiscalização do DER a importância dos usuários do transporte coletivo formalizarem suas reclamações junto ao Departamento de Estradas e Rodagem, pois há poucas manifestações a este respeito, o que inviabiliza ações dos departamentos responsáveis pela fiscalização deste serviço público. É importante anotar o maior número possível de informações para relatar o problema, como placa do veículo, número de identificação do ônibus, horário e local que embarcou e desembarcou. Em seguida o usuário poderá entrar em contato com o DER por ligação telefônica: Disque 155 (opção 6) ou no site www.der.mg.gov.br (link Atendimento ao Usuário / Sublink Abrir Ocorrência).

A representante da Empresa Saritur/Turilessa, concessionária do serviço em Brumadinho, informou sobre a linha gratuita para comunicação com a empresa em caso de problemas quanto ao transporte público: 0800-039-88-46. Ressaltou a importância de anotar a placa do veículo e o horário e local que embarcou e desembarcou para que a empresa possa identificar o condutor do ônibus e tomar devidas providências de acordo com a reclamação. Finalizando, comprometeu-se a encaminhar todas as demandas à empresa para tomada de providências.

Para a Presidente da Câmara, Vereadora Alessandra de Oliveira: “é lamentável realizarmos a terceira audiência em quatro anos para tratarmos do mesmo assunto. Os usuários de transporte coletivo de Brumadinho estão descontentes com a prestação do serviço e a Empresa Saritur/Turilessa não leva em consideração as necessidades dos usuários, preocupando somente com o lucro”. Solicitou ao Secretário Municipal de Administração que interceda junto ao Poder Executivo para viabilizar a regulamentação legal do transporte alternativo em Brumadinho: “enquanto não houver concorrência, a Saritur continuará com este descaso com os usuários”, finalizou a vereadora. Pediu ainda ao Secretário “que se apure todas as irregularidades relatadas a respeito da prestadora do serviço e que, se identificadas, sejam tomadas as devidas providências para notificação e/ou rescisão contatual, tendo em vista que esta é uma prerrogativa do Poder Executivo”. Por fim, a vereadora solicitou a todos os usuários do transporte coletivo que liguem para os órgãos fiscalizadores e formalizem suas denúncias: DER (transporte intermunicipal) e Setransb (transporte municipal – (31) 3571-1047), tendo em vista que tais órgãos sempre relatam que não há reclamações quanto à prestação do serviço e que os mesmos precisam de dados formais para exercerem suas ações.

A Câmara Municipal realizou também, durante duas semanas, consulta pública em todo o Município. Manifestaram-se 322 usuários do transporte coletivo e os dados recolhidos mensuraram a insatisfação da população:

 

TRANSPORTE PÚBLICO MUNICIPAL (BAIRROS E COMUNIDADES DE BRUMADINHO)

“VOCÊ ESTÁ SATISFEITO COM O TRANSPORTE PÚBLICO MUNICIPAL?”

SATISFEITO

INSATISFEITO

NÃO OPINARAM

TOTAL GERAL

50

261

11

322

15,5%

81%

3,5%

100%

 

TRANSPORTE PÚBLICO INTERMUNICIPAL (BRUMADINHO A BELO HORIZONTE)

“VOCÊ ESTÁ SATISFEITO COM O TRANSPORTE PÚBLICO INTERMUNICIPAL?”

SATISFEITO

INSATISFEITO

NÃO OPINARAM

TOTAL GERAL

54

238

30

322

16,8%

73,9%

9,3%

100%