Notícias e Informativos

Câmara abre espaço para reunião com produtores rurais de Brumadinho e região

  • Fonte: Ascom CMB
  • Publicado em: 07/02/2019
  • Assunto: Tragédia

No dia 4 de fevereiro, a Câmara de Brumadinho cedeu espaço para o Sindicato dos Produtores Rurais de Brumadinho e a Federação da Agricultura e Pecuária de Minas Gerais – FAEMG, promoverem uma reunião com produtores rurais atingidos pelo rompimento da barragem da Vale.
Estavam presentes o presidente da Federação da Agricultura e do Sebrae-MG, Roberto Simões; o superintendente do Senar-MG, Christiano Nascif; o presidente da Associação dos Sindicatos Ruralistas do Oeste Mineiro – ASROM, José Eder Leite; o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Brumadinho, Antônio A. O. Figueiredo; a Secretária Municipal de Agricultura, Desenvolvimento Econômico, Pecuária e Abastecimento, Andressa Jardim e o Representante da Emater Brumadinho, Eurico Vianna; além do vereador e presidente da Câmara, Antônio Sérgio dos Santos Vieira e demais vereadores Alessandra do Brumado, Professor Caio Braga, Professor Hideraldo Santana, Max Barrão e Renata Parreiras.
O objetivo da reunião foi ouvir os produtores que foram atingidos ou estão sendo impactados pelo desastre da Vale ocorrido no dia 25 de janeiro, quando barragens da mina Córrego do Feijão se romperam causando a morte e desaparecimento de centenas de pessoas, deixando um rastro de destruição no município de Brumadinho e impactos ambientais seríssimos no Rio Paraopeba.
De acordo com o Presidente da Faemg, Roberto Simões, a federação avaliará meios de minorar o sofrimento dos produtores que foram atingidos pelo desastre, com ações emergenciais e de médio e longo prazo. Uma das principais preocupações dos produtores é o fato de estarem prejudicados por não poderem mais utilizar a água do Rio Paraopeba para a irrigação, em decorrência da contaminação do rio pelos rejeitos de minério.
Essas dificuldades na produção prejudicarão os produtores em arcar com seus compromissos, pois muitos possuem dívidas de financiamento junto a instituições financeiras. Durante a reunião falou-se em exigir da Vale que a mineradora assuma os compromissos e dívidas financeiras dos produtores rurais prejudicados pela tragédia até que a capacidade de trabalho dos produtores seja devidamente restabelecida.
Muitos questionaram ainda o fato de a Vale não ter enviado nenhum representante para a reunião e não descartam a possibilidade de acionar judicialmente a mineradora pelos danos causados aos produtores.
Novas reuniões devem ser realizadas para decidir as novas atitudes a serem tomadas.
O Presidente da Câmara de Brumadinho, Antônio Sérgio dos Santos Vieira (PV) afirmou que a Câmara de Brumadinho está de portas abertas para os sindicatos e associações de classe que necessitarem do espaço para realizarem suas reuniões. “Abrimos as portas da Câmara para todas as entidades de classe que necessitarem de um espaço para se reunir e orientar seus associados. Esse é o momento de unir a população e buscar soluções para todos os segmentos de nossa sociedade que foram atingidos ou prejudicados pela tragédia da Vale em Brumadinho”, ressaltou.